Street Fighter: a evolução dos games que se tornaram fenômeno cultural

Street Fighter: a evolução dos games que se tornaram fenômeno cultural

5 Meses atrás
Compartilhe

Ryu, Guy, Chun-Li, Ken e Blanka. Se você nasceu nas décadas de 1980 ou 1990 e é aficionado por games, com certeza conhece bem esses nomes. Todos fazem parte de uma das franquias de jogos mais famosas e aclamadas de todos os tempos, Street Fighter, um game que há mais de 30 anos atraí fãs a cada lançamento.

O primeiro jogo da saga teve seu lançamento em agosto de 1987 e surgiu para dar uma nova cara aos populares games de luta disponibilizados para arcades. Indo na contramão dos jogos da mesma categoria, Street Figther trouxe uma disputa mano a mano, inovação que chamou a atenção dos gamers e não passou despercebida pelos críticos, dando origem a muitos outros títulos após seu lançamento. Mas, apesar de ser um dos maiores sucessos atuais quando o assunto são games de luta, o primeiro Street Fighter não teve uma boa recepção do público e da crítica, sendo considerado, na época, um game complicado, cheio de falhas e muito inferior a títulos similares como Yie Ar Kung Fu e Karate Champ.

Mesmo assim, o inicial fracasso de Street Fighter não abalou as crenças da desenvolvedora Capcom no potencial do game, que trouxe a público uma nova versão totalmente remodelada e otimizada do primeiro título em 1991. Com o lançamento de Street Fighter II, os jogadores podiam realmente se sentir no controle do game, dominando todos os golpes do lutador com mais facilidade e assertividade. Com o lançamento de Street Fighter II Champion Edition, em 1992, os bugs da segunda versão foram corrigidos e, finalmente, o jogo foi alçado ao patamar de grande sucesso, mantendo-se nele até hoje. 

Conheça um pouco mais da história de Street Figther e mate as saudades desse jogo histórico.

Street Figther: uma trajetória de sucessos

Como diferencial dos tradicionais games de progressão lateral cooperativa, com seus personagens genéricos e aleatórios, Street Fighter trouxe lutadores com nomes, backgrounds e histórias próprias, além de inovar na combinação de golpes para criar ataques especiais, origem dos populares Hadouken e Shoryuken.

O lançamento da continuação do game em 1991 trouxe os personagens que marcaram toda uma geração de fãs: oito competidores selecionáveis que lutavam entre si, trazendo uma jogabilidade nova e totalmente diferente. Nessa versão, Ryu, personagem principal da saga, ganhou a companhia de E. Honda, Blanka, Guile, Chun-Li, Zangief e Dhalsim, além dos "chefões" Balrog, Vega, Sagat e M. Bison, personagens que continuam até as versões mais recentes do jogo.

A partir daí, Street Figther se tornou uma febre dos fliperamas e a nova sensação do universo dos games foi tão certeira que gerou uma onda de alterações para melhorar o desempenho do jogo, gerando mudanças nas configurações das máquinas que aumentavam a velocidade da partida, permitia o teletransporte de personagens e sequências de golpes intermináveis de magia. Visando esse mercado, a Copcom lançou o Street Figther II Turbo, versão que incorporava alguns desses elementos não licenciados e que gerou furor no público da época.  

Em 1993, foi a vez de Super Street Fighter II ganhar os corações gamers incluindo 6 novos personagens ao rol original de competidores, entre eles Fei Long, T.Hawk, Cammy e Dee Jay, elevando o número do elenco para 16 lutadores que disputavam o torneio. A atualização deixou o jogo mais competitivo, mas também deixou as lutas mais lentas e técnicas que as versões anteriores, itens que foram corrigidos com o lançamento de Super Street Fighter II em 1994, uma versão que deu início a uma jogabilidade clássica do game, os Super Combos: golpes especiais em sequência que podiam ser realizados quando a barra de poder do lutador estivesse cheia.

Já em 1995 surgia o game mais icônico da saga, o Street Fighter Alpha: Warrior's Dream, considerado o lançamento mais importante de toda a franquia. Aperfeiçoando todos os sistemas e combos lançados nas versões anteriores e trazendo um novo chefão secreto, Akuma, o Alpha surgiu para contar a história da saga e seus personagens, fortalecendo os laços entre os lutadores e transformando a franquia em um verdadeiro fenômeno cultural.

O arco de histórias originadas pelo Alpha deu origem a todas as outras versões de Street Fighter lançadas posteriormente, o que faz com que ele seja reconhecido até hoje como o principal SF. Contando com seus derivados, Street Fighter Alpha 2 (em 1996) e Street Fighter Alpha 3 (em 1998), a linha Alpha incluiu ainda mais personagens à trama e introduziu os Custom Combos, que permitiam aos jogadores criar suas próprias sequências de ataques.

Em 1996, Street Fighter EX era lançado como o primeiro game da franquia a contar com gráficos 3D. Desenvolvido pela Copcom em parceria com a Arika, o EX trouxe novos personagens como Skullomania, Hokuto, os chefões Darun e Kairi, e se desdobrou em lançamentos como o EX Plus, EX Plus Alpha, EX2 e EX3 entre 1997 e 2000.

Street Fighter III: New Generation trouxe uma reviravolta ao já estabelecido sucesso da franquia. Lançada em 1997, a nova versão deu um salto no futuro, trouxe um novo personagem, Alex, e descartou quase todos os antigos lutadores do game (menos Ryu e Ken), que foram substituídos por novos nomes como os gêmeos Yun e Yang, Sean e Elena. A gameplay também foi alterada e trouxe a chance de o jogador selecionar três “especiais” para cada personagem escolhido antes do início da luta, o que deu ao game novas possibilidades de estratégia. Em seguida, a Copcom lançou os títulos Street Fighter III: 2nd Impact (em 1997), que trouxe personagens como Urien, Akuma (novamente), e Hugo; e Street Fighter III: 3rd Strike (em 1999), que trouxe de volta a icônica Chun Li, e deu origem ao misterioso Q, Remy, Makoto e Twelve, o metamorfo.

Apesar de todo o sucesso da franquia até ali, os fãs de Street Fighter tiveram que esperar nove anos pelo lançamento de Street Fighter: SF IV, título que em 2008 marcou o retorno dos personagens clássicos e que, com o lançamento de versões domésticas em 2009, vendeu mais de um 1,1 milhão de cópias. Como sempre, a atualização para o SF IV veio em 2010, com o lançamento de Super Street Fighter IV que melhorou ainda mais a jogabilidade e trouxe um ar de nostalgia ao ressurgir com o módulo que dá ao jogador a chance de selecionar o especial do seu personagem antes da luta, presente no Street Fighter III, a versão IV Arcade Edition, que trouxe ao game a versão maligna de Ryu, um Akuma possuído por energias malignas e sua versão IV Champion Edition lançada em 2017.  

Em 2016 Street Fighter V chegou a público com um visual bem semelhante ao IV, com personagens 3D e jogabilidade 2D, mas foi o foi o primeiro ser lançado apenas para Playstation 4 e PC, abandonando a tradicional versão para arcades. Apesar da promessa da Copcom de não lançar mais modificações, prática que já era habitual nos games da franquia SF, surge em 2018 o Street Fighter V - Arcade Edition, que trouxe atualização para arcades e novos personagens.

Como sempre, o lançamento da versão Champion Edition do SF V está marcado para fevereiro de 2020, e trará o 40° personagem ao jogo, Seth, que já foi revelado através do trailer oficial da nova versão.

Já há rumores do lançamento de SF VI para o ano de 2021, mas até agora a Copcom ainda não confirmou a informação. Ao que parece, poderemos aguardar muito mais novidades dessa franquia de sucesso que há mais de 30 anos nos traz histórias e personagens marcantes, que ainda hoje se mantêm vivos na lembrança e nos consoles e PCs dos gamers.

Quem sabe o que ainda nos espera?

Crédito das imagens: http://bit.ly/2RUKeHF

Você também pode gostar desses:

Qual a NAVE ideal para o game Call of Duty: Warzone?
O que andam falando sobre as máquinas NAVE por aí
O que andam falando sobre as máquinas NAVE por aí

Confira aqui os reviews de todas as máquinas da NAVE!

 

Lançamento do Gamer Desk NAVE Órbita IA02 powered by Asus

NAVE lança primeiro desktop gamer do Brasil com processador Intel de 10ª geração

Wagner Wakka | Canal Tech

https://canaltech.com.br/desktop/nave-lanca-primeiro-desktop-gamer-do-brasil-com-processador-intel-de-10a-geracao-165163/


N.A.V.E. lança primeiro desktop com processador de 10ª geração da Intel do Brasil

Érick Lima | Portal do Nerd

https://www.portaldonerd.com.br/n-a-v-e-lanca-primeiro-desktop-com-processador-de-10a-geracao-da-intel-do-brasil/


NAVE Orbita IA02 é primeiro desktop gamer do Brasil a trazer processadores Intel de 10ª geração

Tudo Celular

https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n156867/nave-orbita-ia02-pc-gamer-brasil-intel-10-geracao.html


N.A.V.E. lança primeiro desktop com processador de 10ª geração da Intel do Brasil

Marx Walker | Observatório de Games

https://observatoriodegames.uol.com.br/mercado/2020/05/n-a-v-e-lanca-primeiro-desktop-com-processador-de-10a-geracao-da-intel-do-brasil

 

Gamer Desk Entry-Level Urano

Análise - Gamer Desk Urano

O PC gamer para quem não quer gastar muito!

Eduardo Andrade | Sharkiando

https://www.sharkiando.com/analise/an-lise-nave-urano

 

Gamer Note Mainstream Estelar

Testamos o notebook gamer NAVE Estelar

Leve, potente e ótimo para jogar!

Rany | Garotas Geeks

http://www.garotasgeeks.com/testamos-o-notebook-gamer-nave-estelar/

 

Discreto, note NAVE Estelar GK5CP5X é o melhor dos dois mundos para o gamer BR

Notebook gamer de alta performance enxuto!

Paulo Zambarda de Araújo | Drops de Jogos

https://dropsdejogos.uai.com.br/noticias/resenhas/discreto-note-nave-estelar-gk5cp5x-e-o-melhor-dos-dois-mundos-para-o-gamer-br-por-paulo-zambarda-de-araujo/

 

Gamer Desk Mainstream Órbita

Testamos o Órbita IA01 da NAVE, a linha gamer da DATEN

Os jogos mais pesados no ultra sem esquentar

Ruan Segretti | Voxel

https://www.voxel.com.br/noticias/testamos-orbita-ia01-n-v-linha-gamer-da-daten_847971.htm

 

Gamer Note Entry-Level Lunar

NAVE: Conheça a nova linha de computadores gamers da Daten

Luiz Belonio | Doze Bits

http://dozebits.com.br/index.php/2020/04/17/n-a-v-e-conheca-a-nova-linha-de-computadores-gamers-da-daten/


NAVE Lunar: será que esse notebook gamer decola?

Hardware honesto, bom desempenho e preço que cabe no bolso

Daniel Justino | Epic Geek

https://epicgeek.com.br/notebook-nave-gamer-lunar-analise-review/

 

Teste de FPS - Gameplay do Gears 5 no NAVE Gamer Lunar (GK5CP4V)

 

Teste de FPS - Gameplay do Overwatch no NAVE Gamer Lunar (GK5CP4V)

 

Teste de FPS - Gameplay do Tom Clancy's The Division 2 no NAVE Gamer Lunar (GK5CP4V)

 

 

Gamer Note High-End Supernova


Pilotando a NAVE - Gamer Note Supernova

Pura performance e objetividade em uma só máquina

Nuno Bianchi | Portal do Nerd

https://www.portaldonerd.com.br/notebook-n-a-v-e-supernova-review/


Entrando na NAVE com o notebook high-end Supernova

Máquina de nova linha gamer é leve, potente e estiloso

Matheus de Luccas | Versus e-Sports

https://vs.com.br/artigo/entrando-na-nave-com-o-notebook-high-end-supernova

 

N.A.V.E.: a linha de PCs e Notebooks de alta performance da Daten entrega não só performance, mas leveza e beleza em seu modelo high-end

Espaço, longevidade e alta performance são três aspectos que se tornaram indispensáveis para a aquisição de um notebook de alta performance, seja para jogar AAA ou para trabalhos que exigem mais da máquina, como edição de vídeos e renderizações. Pensando nisso a Daten criou a linha N.A.V.E, que cumpre tudo que promete.

Luciano J. | NerdWeek

https://nerdweek.com.br/nave-supernova-review/

 

Gamer Desk Cósmico

Gamer Desk Cósmico: a resenha

A NAVE que tem olhos para o passado e para o futuro dos games

Paulo Zambarda de Araújo | Drops de Jogos

https://dropsdejogos.uai.com.br/noticias/gamer-cosmico-uma-resenha-por-paulo-zambarda-de-araujo/

 

Gamer Desk High-End Júpiter

Conheça Júpiter, o potente desktop gamer da N.A.V.E.

Testamos o novo e poderoso PC gamer da linha

Bruno Yonezawa | IGN Brasil

https://br.ign.com/pc/80058/feature/conheca-jupiter-o-potente-desktop-gamer-da-nave

15-05-2020 1 month ago